Explorando Yōshoku: uma abordagem japonesa da culinária de estilo ocidental

Podemos ganhar uma comissão sobre compras qualificadas feitas através de um de nossos links. Saiba Mais

Yōshoku é a versão japonesa da comida de estilo ocidental. É uma cozinha desenvolvida a partir de uma mistura de ingredientes ocidentais e japoneses locais. Yōshoku também é conhecido como “Yoshoku”.

Inclui pratos como frango frito, ensopado de carne e croquetes.

O que é Yoshoku

Confira nosso novo livro de receitas

Receitas de família do Bitemybun com planejador de refeições completo e guia de receitas.

Experimente gratuitamente com o Kindle Unlimited:

Leia de graça

A História da Origem de Yoshoku

Os primeiros dias

Antigamente, quando o Japão negociava apenas com a Holanda e Portugal (por volta de 1863), havia um chef japonês na ilha Dejima em Nagasaki, a terra do comércio. Este chef teve a oportunidade única de aprender a cozinhar comida ocidental enquanto trabalhava como lavador de pratos no Dutch Trading Post. Depois de dominar a arte da culinária ocidental, ele abriu seu próprio restaurante e serviu os primeiros pratos de estilo ocidental no Japão.

Uma comida de luxo para a elite

A comida ocidental estava inicialmente disponível apenas para a classe alta, pois era considerada um luxo. Mas, eventualmente, tornou-se mais amplamente disponível para o público em geral. O único problema era que os ingredientes usados ​​na comida ocidental eram difíceis de encontrar, então substitutos eram frequentemente usados.

O Nascimento de Yoshoku

Foi quando os chefs japoneses entraram em cena e adicionaram seus próprios toques exclusivos para se adequar ao gosto japonês. E foi assim que nasceu o Yoshoku, o estilo japonês de comida ocidental!

Então, se você estiver com vontade de comer deliciosos pratos de estilo ocidental com um toque japonês, já sabe aonde ir!

Prove o oeste: pratos ocidentais de estilo japonês

Arroz de Caril

Este clássico prato japonês é uma combinação de duas das cozinhas mais amadas do mundo: a indiana e a inglesa. Tudo começou quando os ingleses inventaram o curry em pó e o trouxeram para o Japão por meio do comércio. Então, missionários ingleses e americanos trouxeram livros de receitas com receitas de “caril e arroz” na década de 1860. Os japoneses se referiam a ele como “caril de arroz” e, eventualmente, tornou-se conhecido como “arroz de caril”.

O molho de curry é cozido com batatas em cubos, cenoura, carne e cebola fatiada. Restaurantes e cozinheiros domésticos deixam o curry descansar durante a noite para que o umami dos ingredientes possa se misturar com o molho e criar um sabor mais rico. O arroz de curry costuma ser servido com rabanete branco em conserva chamado Fukujin-zuké 福神漬け, que é marinado em molho de soja e tem sabor agridoce e crocância.

O arroz com curry é o favorito entre crianças e homens, e geralmente é preparado em casa.

Om-arroz

Om-rice é uma fusão de omelete francesa e arroz e frango frito com ketchup. Parece e tem gosto diferente dependendo de quem o está fazendo, mas a maioria das pessoas imagina arroz com ketchup coberto com uma fina camada de ovo e coberto com ketchup ou molho demi glace. É fácil de fazer e um favorito entre as crianças, por isso é frequentemente preparado em casa.

Korokke

Korokké é uma versão japonesa do croquete ocidental. Foi introduzido no Japão após a década de 1870, quando o Japão estava tentando aprender com as civilizações ocidentais avançadas. Korokké é feito fritando purê de batata empanado, cebola e carne moída. É crocante por fora e macio por dentro.

Existem muitas variações de Korokké, incluindo:

  • Menchi katsu: Carne moída empanada e cebola
  • Cheese iri menchi katsu: Menchi katsu com queijo no centro
  • Kani Cream Korokké: Empanado ao molho branco com carne de siri
  • Kabocha Korokké: O Korokké básico, mas usando purê de abóbora em vez de purê de batatas
  • Curry Korokké: Purê de batata à milanesa e curry
  • Guratan Korokké: Macarrão ao molho branco à milanesa geralmente com camarão

Korokké é um acompanhamento ou lanche popular e pode ser encontrado em quase todos os supermercados. Os açougueiros locais também costumam vendê-lo como lanche.

Hamburgo

Hamburgo, ou “bife de Hamburgo”, é um prato originário da cidade portuária de Hamburgo, na Alemanha. Foi trazido para a América por imigrantes alemães e finalmente chegou ao Japão depois que o país se abriu para o comércio internacional na década de 1850. Hamburgo é feito para acompanhar bem com arroz, então não tem pãozinho.

Hamburgo é um prato popular entre as crianças e geralmente é preparado em casa. Costuma ser servido com legumes cozidos ou grelhados e temperado com um dos muitos molhos disponíveis.

Pratos saborosos de Yōshoku

O que é Yoshoku?

Yoshoku é um tipo de Cozinha japonesa que combina técnicas de culinária ocidental com ingredientes tradicionais japoneses. É uma forma única e deliciosa de desfrutar do melhor dos dois mundos!

Pratos tentadores de Yōshoku

Os pratos Yōshoku certamente irão atormentar o seu paladar! Aqui estão alguns dos pratos mais populares:

  • Korokke: croquetes fritos feitos com purê de batata, carne moída e legumes
  • Ensopado de creme: um ensopado cremoso feito com legumes, frango e batatas
  • Espaguete Tarako: Espaguete japonês tarako (ovas de bacalhau)
  • Tonkatsu: costelinha de porco frita
  • Arroz Hayashi: um ensopado de carne e cebola ao estilo japonês servido com arroz
  • Frango nanban: frango frito temperado com vinagre e molho tártaro
  • Piroshiki: pãezinhos fritos recheados com carne e legumes
  • Ostras fritas: um clássico prato japonês
  • Camarão frito: uma forma deliciosa de saborear frutos do mar
  • Beefsteak: bife com molho à moda japonesa
  • Naporitan: espaguete de ketchup com linguiça e legumes
  • Espaguete de cogumelo japonês: molho de soja estilo japonês e espaguete de cogumelo
  • Espaguete Ankake: um prato de espaguete coberto com molho picante de Nagoya
  • Espaguete Natto: espaguete com sabor único de soja fermentada
  • Esparguete com plantas silvestres comestíveis: um prato único e saboroso
  • Espaguete de atum: um clássico prato japonês
  • Espaguete Mizore: mizore veio do nome da neve molhada japonesa
  • Frango frito (frango katsu): um prato popular
  • Costeleta de carne (beef katsu): uma maneira deliciosa de saborear a carne
  • Menchi katsu: carne moída frita e rissóis de porco
  • Arroz turco (torukorice): pilaf aromatizado com curry, espaguete naporitano e tonkatsu com molho Demi-glace
  • Mikkusu sando: sanduíches variados, especialmente salada de ovo, presunto e costeleta
  • Gratinado: um prato cremoso e com queijo
  • Doria: pilaf assado com molho béchamel e queijo

Os pratos Yōshoku certamente agradarão a todos à mesa! Esteja você procurando algo reconfortante e familiar ou algo novo e excitante, Yōshoku tem algo para todos. Então, por que não tentar hoje?

Ferramentas Essenciais para Fazer Deliciosos Pratos Yoshoku

O que você já tem

Se você deseja preparar alguns pratos yoshoku, está com sorte! Você provavelmente já tem a maioria dos ingredientes de que precisa em sua cozinha. Tudo o que você precisa é de um pouco de ketchup, um pouco de molho inglês e uma frigideira e pronto!

Ferramentas para levar seus pratos para o próximo nível

Se você deseja levar seus pratos yoshoku para o próximo nível, existem algumas ferramentas extras que você deseja ter à mão. Aqui está uma lista de itens obrigatórios para qualquer aspirante a chef yoshoku:

  • Molde Omurice: Esta ferramenta bacana ajuda você a criar a combinação perfeita de omelete e arroz.
  • Frigideira: Um item obrigatório para qualquer prato yoshoku.
  • Ketchup: Um ingrediente chave em muitos pratos yoshoku.
  • Molho Worcestershire: Outro essencial para qualquer prato yoshoku.

A carne proibida: uma história de Yoshoku

A Era Meiji: Um Tempo de Mudança

A era Meiji (1868-1912) foi uma época de grandes mudanças no Japão. Depois que o comodoro Matthew Perry navegou para Kurihama em 1853, o Japão começou a se modernizar rapidamente. Isso significou muitas mudanças, inclusive na cultura alimentar. Antes dessa época, havia um tabu social contra o consumo de carne, devido à introdução do budismo e do xintoísmo, bem como ao decreto do imperador Tenmu proibindo matar e comer carne durante certas épocas do ano (675 dC).

O proibido torna-se popular

Mas tudo isso mudou em 1872, quando o imperador Meiji começou a comer carne de carneiro. De repente, carne bovina e suína estavam por toda parte! Restaurantes começaram a surgir em todo o país, servindo pratos deliciosos como o Sukiyaki (gyunabe 牛鍋). As pessoas não se cansavam dessa comida proibida.

Yoshoku: uma nova maneira de comer

Mas a era Meiji também trouxe algo mais: Yoshoku. Esta nova forma de comer combinou ingredientes tradicionais japoneses com técnicas de culinária ocidental. Surgiram pratos como o omurice (arroz de omelete), o arroz hayashi (ensopado de carne com cebola sobre o arroz) e o korokke (croquetes). Esses pratos eram tão populares que ainda são consumidos hoje! Então, da próxima vez que você estiver no Japão, não se esqueça de experimentar um pouco de Yoshoku. Você não vai se arrepender.

Um guia para pratos Yoshoku: 5 clássicos que você precisa experimentar

Arroz de Caril

Este é o prato que começou tudo! Curry foi levado ao Japão pela primeira vez por oficiais da Marinha Real Britânica no final do século XIX. Foi um sucesso com a Marinha Imperial Japonesa, que enfrentava uma epidemia de beribéri devido a uma deficiência de vitamina B. Para combater isso, eles misturaram trigo ao curry e pronto! A epidemia de beribéri foi erradicada.

Mas isso não é tudo - batatas, cenouras e cebolas foram adicionadas à mistura pelo professor americano William Clark, do Sapporo Agricultural College. Esta foi uma ótima maneira de aumentar o volume do prato durante a escassez de arroz.

Hoje, o curry japonês é servido toda sexta-feira na Força de Autodefesa Marítima Japonesa, e cada navio tem sua própria receita secreta. Aqui estão algumas receitas para você começar:

  • Curry de galinha
  • Caril de Frutos do Mar na Panela de Pressão
  • Como Fazer Curry Roux

Doria

Doria é uma caçarola assada, com arroz coberto com molho branco, queijo e diversos ingredientes. Foi inventado na década de 1930 por Saly Weil, o primeiro chefe de cozinha do Hotel New Grand em Yokohama.

A história conta que um banqueiro suíço que estava hospedado no hotel ficou doente e pediu algo fácil de digerir. Assim, o chef combinou o pilaf (arroz cozido em caldo e legumes) e o camarão cozido em molho de natas, depois assou no forno até dourar.

Aqui estão algumas outras receitas para experimentar:

  • caril dória
  • Dória de Carne

Napolitana (massa de ketchup)

Este é um prato exclusivamente japonês, com espaguete macio udon frito com legumes e carne e temperado com ketchup. Foi criado durante a era pós-guerra no New Grand Hotel em Yokohama, onde as forças armadas dos EUA estavam baseadas.

Com produtos limitados para trabalhar, o chefe de cozinha inspirou-se nos militares americanos comendo espaguete e ketchup. Ele trocou o ketchup por purê de tomate, acrescentou cebola refogada, presunto e cogumelos e pronto! O prato ficou conhecido fora do hotel e chamou a atenção dos japoneses.

A chave para este prato é o macarrão - eles são cozidos al dente, até a consistência de udon. Isso dá ao prato aquela textura macia.

Tonkatsu

Tonkatsu é composto de “Ton” = carne de porco e “Katsu” = cotelette (a palavra francesa para uma fatia fina de vitela, porco ou carneiro empanada e frita). Este prato icônico remonta a 1899, no Rengatei (煉瓦亭) em Ginza.

Naquela época, serviam aos clientes a “Costelinha de Porco” (豚肉のカツレツ), que eram postas de porco salteadas na manteiga e depois assadas no forno. O prato sempre vinha acompanhado de legumes cozidos no vapor.

Mas durante a Guerra Russo-Japonesa (1904-1905), houve uma grave escassez de mão de obra. Então, o chefe de cozinha decidiu revestir a carne com uma massa semelhante à tempura e depois fritá-la. Os legumes cozidos no vapor foram posteriormente substituídos por repolho picado, preferido por seu preparo rápido e disponibilidade o ano todo.

Aqui estão algumas outras receitas para experimentar:

  • Tonkatsu Assado
  • Tonkatsu Sem Glúten

O nascimento de Yōshoku: um conto de ocidentalização

A Era Meiji: Um Tempo de Mudança

A era Meiji foi uma época de grandes mudanças para o Japão. O país buscava no Ocidente inspiração para se modernizar, e o governo incentivava o consumo de carne como símbolo de uma sociedade esclarecida. Esta foi uma grande mudança na dieta budista tradicional, que proibia a matança de animais para alimentação.

A Ascensão de Yoshoku

A culinária de estilo ocidental que estava se tornando popular no Japão era inicialmente acessível apenas à classe privilegiada. Mas a fama dos pratos deliciosos se espalhou para a cultura plebeia de Asakusa, e logo os restaurantes da região começaram a oferecer pratos yōshoku. As pessoas estavam ansiosas para experimentar a nova culinária e agora podiam apreciá-la com ofertas tradicionais japonesas, como saquê, arroz e sopa de missô.

A mania de Yoshoku

A mania do yōshoku estava em pleno andamento e era popular até mesmo entre os ingleses, conhecidos por seu amor pela carne bovina. A carne Kobe e a carne Yonezawa estavam se tornando nomes familiares, e as pessoas afluíam aos restaurantes para provar a carne tenra e marmorizada. Foi uma época de grandes mudanças, e a mania de yōshoku foi uma grande parte disso.

https://www.youtube.com/watch?v=3bZ40uWvAJ4

Conclusão

Yōshoku é um estilo único de culinária japonesa que combina ingredientes tradicionais japoneses com técnicas de culinária ocidental. É uma ótima maneira de experimentar o melhor dos dois mundos e é uma ótima maneira de experimentar algo novo e emocionante. Se você está procurando um jantar delicioso ou uma maneira única de impressionar seus amigos, yōshoku é o caminho certo! Apenas lembre-se de aprimorar suas habilidades com os pauzinhos e não tenha medo de experimentar algo novo - você nunca sabe que obra-prima culinária poderá encontrar! E não se esqueça de se divertir – afinal, Yōshoku tem tudo a ver com sabores FUNDAMENTAIS!

Confira nosso novo livro de receitas

Receitas de família do Bitemybun com planejador de refeições completo e guia de receitas.

Experimente gratuitamente com o Kindle Unlimited:

Leia de graça

Joost Nusselder, o fundador do Bite My Bun é um profissional de marketing de conteúdo, pai, e adora experimentar novas receitas, com a comida japonesa no centro de sua paixão. Com sua equipe, ele tem criado artigos de blog detalhados desde 2016 para ajudar leitores leais com receitas e dicas de culinária.